segunda-feira, 25 de abril de 2011

Maldição

Com um beijo
foste capaz de me amaldiçoar
com um abraço
foste capaz de me levar
tal como se corta o caule duma rosa
e os espinhos cravam-se na minha mão
jorrando o sangue inocente
Malditos sejam aqueles que se julgam donos da razão
malditos aqueles que não se arrependem dos males que cometeram
malditos aqueles que destruiram a minha alma e me arruinarão o coração.

Diana Silva

domingo, 24 de abril de 2011

Nobre

Nobre errante
cavalgas no meu peito
acaricias a minha mente
com as tuas palavras doces
mimas os meus labios
com o doce dos teus
és natural na tua astucia
sabedoria sem igual
comprometes a minha vida
e enlaças a tua no meu destino
entrando nele silenciosamente e misteriosamente
contendo tudo aquilo de que necessito para viver em paz em harmonia
Onde estás tu agora?
agora que o vulcão despertou
este tornou-se o apocalipse da minha alma
foste-te embora
onde estás tu agora?
costumo perguntar-me como teria sido
se não te tivesse conhecido...

Diana Silva