segunda-feira, 18 de julho de 2011

Um Destino...

Custa-me enfrentar um destino que por si próprio se foi escrevendo
Tenho de entregar aquilo que já não mais me pertence mas que eu ainda amo
Sendo difícil de respirar enquanto sigo as pegadas do que me estava destinado
Estou triste mas no entanto divirto-me com o contrário
E o pior de tudo é, que sei que nunca mais vai voltar a ser meu.
E eu enfrento isso com uma calma e frieza esperada pela minha parte
Excedeu-se no fim todas as minhas expectativas e até fiquei grata por ser eu
A entregar o que antes fora meu de diferente maneira
Porque quando o entreguei, soube que tinha de confiar e que era confiável
E última coisa que eu desejo é oferecer tudo novamente para uma mentira inesperada
E recuso-me a pensar que assim o seja com tanta frieza
Um coração fogoso que passou a ser gélido com as palavras
Ensinaram-me a ser directa e agora aqui estou eu
O mais directa que posso e ao mesmo tempo sabendo medir na perfeição as palavras
Este destino sobre mim é um destino que foi traçado torto
Já Deus escreve direito sobre linhas tortas
E por mais que eu o tente fazer á sempre uma palavra ou uma letra que me acaba por entortar tudo novamente.


                                                                                                                             Diana Silva
                                                                                                                 Um destino de desilusão

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixa-me saber o que pensas. :D