domingo, 1 de janeiro de 2012

Vazio

As palavras são tão vazias… são tão melancólicas, cheias de mágoa, cheias… de insegurança e medo e contudo continuo a passar a imagem de soldado corajoso que não tem medo da morte. Mas tenho medo… não da morte, mas medo de nunca chegar a ter-te, medo de te perder mesmo quando ainda não me pertencias da maneira correcta. Infelizmente a pouca fé que tenho desaparece a cada momento, cada segundo que passa cada minuto… equivale a uma outra estocada no peito, a outra dor de cabeça, corresponde a uma overdose provocada pela tua falta de presença. A confiança que me deste foi o melhor que me poderias ter dado e sinceramente acho que para não estragar a nossa amizade prefiro estar assim, apesar de haver sempre outro tipo de desejo abrangente que me diga o contrário.
Sempre que olho para ti vejo uma pessoa com muita vida, que é engraçada, brincalhona, que apoia os outros e dá o braço a torcer. És forte, e eu conheço-te á tão pouco tempo e mesmo assim… parece que te conheço mais do que me apresentas ser. E mesmo sabendo que sou eu que vou sair magoada ainda te impulsiono para a felicidade, porque prefiro que seja assim…
Sê feliz… apenas…

Diana Silva

Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixa-me saber o que pensas. :D