quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Inverno

Hoje caminhei
sobre as raízes de uma árvore
árvore essa que me recordou de ti.

A própria flor em si
fruto que não é fruto
mas que provém dessa árvore
recorda-me da tua pessoa.

O regozijo de ver aquela cor
o rosa pálido que torna colorido um olhar...
e no entanto, esta não tem tal cor.

Brancura de neve pálida
suavidade de cetim, de gelo
e no entanto sobe a mim um
sentimento tão grande que deflagra este fogo em mim.

O Inverno torna-se idêntico a teu olhar...

O teu olhar de Oceano
onde nadam inúmeras mágoas e tristezas
onde nascem corais de incertezas
onde se avizinham perigos nas profundezas dele.

Não te conheço por inteiro
Mas nem o homem se atreve a viajar
para o local mais escuro e recôndito do maior dos Oceanos.

Estou aqui.


                                                 
30/01/2013
10:10h
Qua.

Diana Silva


Sem comentários:

Enviar um comentário

Deixa-me saber o que pensas. :D